7/08/2006

Tony Moreira - A pilinha

A música que vos trago hoje é um clássico dos tempos de ouro da música popular alternativa. Tal como na pop, para mim a época de ouro da MPA são os anos 80, foi uma altura muito boa para este género musical, época de grande fulgor, onde surgiram diversos artistas de grande qualidade. Felizmente alguns ainda se mantém no activo, tendo uma grande maioria trocado os palcos por outras profissões, devido às dificuldades que o meio artístico atravessou nos anos 90, em que muitos não se conseguiram adaptar, acabando infelizmente por abandonar a vida artística.
O artista que falo hoje é um desses casos, segundo sei, hoje trabalha num bairro tradicional de Lisboa como barbeiro, onde quem lá vai tem o previlégio de cortar o cabelo ao som de “A pilinha”, tema popularizado nos anos 80 por Tony Moreira, e que se tornou numa das músicas mais conhecidas de sempre da musica portuguesa, apesar de muitos desconhecerem o seu autor.
“A pilinha”, também incorrectamente conhecida por “Estava a assar sardinhas” é um tema onde Tony Moreira fala de um azar que teve em criança, ao assar sardinhas para o jantar do seu pai, em que por distracção acaba por queimar a pilinha. Certamente alguns leitores acabam por se rever neste tema, eu próprio há poucos dias ia sendo traído pelo meu hábito de andar em nu integral pela casa, e ao chegar-me ao fogão com o lume no máximo, houve pêlos que encarquilharam mais do que já estavam. Mas deixemos de falar de mim, aqui a estrela é Tony Moreira, artista que merecia um maior reconhecimento do que o que teve, e como o Portal Pimba sabe dar mérito a quem o merece, aqui fica para recordarem, o tema “A Pilinha”. Ouçam aqui.

19Pessoas cantarolaram ao som desta música:

At 7/08/2006 09:59:00 PM, Blogger Barras said...

faço-te uma vénia por teres arranjado este MARAVILHOSO classico!!!!
GRANDE MUSICA, GRANDE LETRA, GRANDE ARTISTA!!!!

 
At 7/08/2006 10:32:00 PM, Anonymous ricardo a. said...

este tema é dos poucos que faz parte do meu imaginario infantil, para além desta bela canção só figuram mais duas MPAs, o Azar na Praia do Nel Monteiro e o "óh menina chupe lá" que não faço ideia de quem seja...

 
At 7/08/2006 10:59:00 PM, Blogger mariana said...

é por estes detalhes que tu mostras que és magnânimo, ó sapientíssimo tino _O_
obrigada por me transportares de novo às férias de verão da minha infância...

 
At 7/09/2006 06:30:00 PM, Anonymous Nika said...

o que eu cantava isto quando andava na primária ... nostálgico ...

 
At 7/09/2006 08:55:00 PM, Blogger Irredutível said...

Espetacular, desde criança que conheço esta musica ams não fazia ideia do autor, pensava que fosse de origem popular...
No entanto o devido respeito ao seu autor, que passarei tambem a divulgar, cada vez que ouvir alguem cantar esta musica.

 
At 7/10/2006 03:34:00 PM, Anonymous Diogo Mayer said...

Bruno, hoje dia 10 de Julho de 2006 faleceu a esposa de Leonel Nunes. Penso que em homenagem ao Mestre podias fazer um post de condolências ao nosso grande artista. Tive hoje conhecimento do sucedido hoje de manhã quando liguei ao próprio.

 
At 7/11/2006 01:40:00 PM, Anonymous Anonymous said...

kem foi o palhaço ke perdeu tempo a fazer este blog? n digo ke nao me tenha rido com a musica "Puta vida merda cagalhoes" mas mesmo assim... foda-se e dizer que isto é musica boa? ja agora os D'zrt e o FF tambem sao musica boa... se começassem a ouvir musica a serio nao se perdia nada... ou se os vossos cérebros nao dao para mais, comecem a ouvir rap e hip hop (apesar de eu nao gostar muito[tou mais numa de House e Drum and Bass se é que algum de voz sabe o ke isso é...])...
e nao se esqueçam: ESTA MUSICA NAO VALE 1 CARALHO!!

 
At 7/11/2006 03:03:00 PM, Blogger Tino_de_Rans said...

É gratificante saber que há gente que se dá ao trabalho que postar o mesmo texto em todos os tópicos, tenho mais um visitante assíduo, muito obrigado.

 
At 7/11/2006 03:04:00 PM, Anonymous Jaquinzinho said...

Que letra! O artista domina com rara mestria temas do nosso quotidiano! Temos aqui uma música simultaneamente alegre e pedagógica!
Bem haja!

 
At 7/11/2006 10:09:00 PM, Blogger M.C.T.F said...

Estou estarrecido. Esclareceste este mistério que era cantar esta fantástica melodia e nunca saber a quem acreditar!
És o maior Tino!

 
At 7/14/2006 02:34:00 PM, Anonymous picheleiro said...

Caro Tino, quero felicitar-te vivamente por este site de qualidade. Apesar de concordar contigo no que respeita à qualidade musical daquele que apelidas de "mestre" sou da opinião que, neste momento, o rei sem trono é o Marante. Gostava de sugerir uma votação online para de uma vez por todas sabermos quem é o favorito dos tugas: O Leonel ou o Marante.
Abraço cordial de um admirador!

 
At 7/17/2006 10:11:00 PM, Anonymous Anonymous said...

Claro que é o Marante:
"Mõõõõõõe... eu te agradeço do fundo do coraçãooooo".
Pobre Senhora! Estes pimbas nem a mãe respeitam. Para fazer dinheiro à custa do atraso mental nacional, até a mãe vendem...

 
At 7/18/2006 01:42:00 PM, Anonymous St0nE said...

Grande recordação de infancia. Por acaso sempre soube que cantava essa musica porque ainda hoje tenho a cassete do tony comigo... :)

 
At 7/18/2006 03:34:00 PM, Anonymous St0nE said...

tive agr a ouvir a musica que disponibilizas aí no link. Tens a certeza que essa versao é mm o tony que canta??? é que a que eu tenho na cassete dele nao tem nd a ver com esta... se quiseres posso-te enviar a versão que tenho na cassete dele... ja paxei isso para mp3... fica bem e continuaxao de bom trabalho!!! o blog ta excelente!!!

 
At 7/19/2006 12:24:00 AM, Anonymous Anonymous said...

This comment has been removed by a blog administrator.

 
At 7/20/2006 03:51:00 AM, Blogger O Casulo said...

hahahaha!!
lindo!

 
At 7/23/2006 06:27:00 PM, Anonymous toni lites said...

Eu tenho este objecto de culto!!

Tony Moreira ubber alles !!!

 
At 8/21/2006 10:00:00 AM, Anonymous ruizinho said...

Uma das tunas da Universidade do Minho toca uma versão desta música nas suas actuações...
É só pra dar a informação!

hasta!

 
At 4/17/2007 11:53:00 PM, Blogger Sandro said...

Andavam dois namorados Muito agarrados Num bananal. O noivo, qu'era malandro, Foi-se chegando, Sem fazer mal. Passou-lhe a mão pela cintura, Chegou-lhe a ternura Prá brincadeira... E foi, meteu-lhe o cacho, Mesmo debaixo Da bananeira. Banana não tem caroço, Não tem caroço, não tem, não tem. Também a carne sem osso Não tem caroço Mas sabe bem!

gostava d saber q canta, sera q m podia ajudar!!! e q isto e um ganda hino entre mim e os meus amigos mas n sabemos d onde vem!!!

 

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home

eXTReMe Tracker